Durante todo o ano, a cidade de Bonito conjuga as ofertas ligadas ao turismo ecológico e de aventura a festivais que celebram temas importantes e a cultura local, como a Festa do Peão de Boiadeira — que acontece normalmente nos meses de abril e maio —, o Festival da Guavira — evento que faz homenagem à fruta típica do cerrado no mês de dezembro — e o Festival de Inverno em Bonito.

O mais tradicional e expressivo dos festivais da região é o Festival de Inverno, que traz shows, filmes, peças teatrais, espetáculos de dança e outros eventos variados à região. A edição de 2019 promete reunir na cidade figuras importantes para shows gratuitos, a exemplo da cantora Gal Costa, do músico Lenine e do grupo BaianaSystem. A programação está marcada para ocorrer entre os dias 25 e 28 de julho.

Quer saber mais informações sobre o Festival de Inverno em Bonito e por que vale a pena aproveitar essa época do ano para conhecer outros pontos turísticos da cidade? Continue a leitura deste post!

Festival de Inverno em Bonito

O festival é reconhecido não só na cidade, mas em todo o Mato Grosso do Sul como um dos eventos de arte e cultura mais tradicionais do estado. Já em sua 20ª edição, a programação atrai anualmente para o município milhares de espectadores interessados nos shows e espetáculos.

Os números da edição passada do evento, que ocorreu entre os dias 26 e 29 de julho de 2018, comprovam o sucesso do festival: segundo dados oficiais, uma média de 50 mil espectadores acompanhou as mais de 17 horas de programação gratuita composta por 106 atrações, realizadas por artistas locais e profissionais de partes diversas do país.

Além dos shows e das peças, o festival também oferece conteúdo educativo voltado para temas como o turismo ecológico, por meio de palestras e oficinas. Gastronomia, cidadania e economia criativa também são assuntos frequentes do evento, que conjuga as atividades recreativas à valorização do estilo de ser e da cultura do povo da região.

Atrações de 2019 do Festival de Inverno em Bonito

Seguindo a tradição, a 20ª edição do festival conta com atrações nas áreas da dança, teatro, música, circo, cinema e artes visuais. Neste ano, o evento acontece entre 25 e 28 de julho e tem entre as principais atrações o show da banda de rock e samba-reggae BaianaSystem, marcado para a noite do dia 26, sexta-feira.

O grupo, que é de Salvador e tem prestígio internacional, promete tocar faixas de trabalhos anteriores, como “Duas Cidades” (2016) e “Outras Cidades” (2017), além de produções de seu disco mais recente, “O Futuro Não Demora” (2019). Além da banda, já foram confirmadas as presenças da dupla sertaneja Chrystian e Ralf, no dia 25, e do músico Lenine, no dia 28, com o show “Em trânsito”.

A cantora Gal Costa, no palco no dia 27, apresenta seu show “Pele do Futuro”, com clássicos como “Sua estupidez”, de Roberto e Erasmo Carlos, e “Oração de Mãe Menininha”, de Dorival Caymmi. Canções recentes, como “Viagem Passageira”, de Gilberto Gil, e “Cuidando de Longe”, de Marília Mendonça, também prometem dar o tom do show.

Há ainda na programação a cantora Karina Buhr, no dia 26, e o grupo de rap e hip hop BNegão e os Seletores de frequência, no dia seguinte. Além das atrações musicais, o festival conta com o espetáculo sobre a bossa nova “O que ainda guardo”, da Quasar Cia. de Dança no dia 27, e “Bolero de 4”, espetáculo de dança contemporânea do bailarino e coreógrafo João Rafael Neto, além de dezenas de outros eventos gratuitos.

Pontos turísticos da cidade

Além de vivenciar as ofertas do festival, o turista que vai a Bonito durante essa época do ano não pode deixar de aproveitar o potencial para o turismo ecológico e de aventura da região.

Localizado a 265 km de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, o município atrai rotineiramente centenas de pessoas que querem aproveitar o contato com a natureza, as cachoeiras e os cartões-postais do destino que já foi considerado um dos melhores em todo o Brasil no setor.

Falando em cartão-postal, quem visita a cidade precisa reservar um tempinho para apreciar a Gruta do Lago Azul, reconhecida por suas águas cristalinas, de coloração azulada e beleza singular. A programação é perfeita para quem curte um passeio contemplativo e repleto de curiosidades sobre a região.

O turista que preferir um pouco mais de interação pode aproveitar para conhecer o complexo Nascente Azul, que reúne atividades como flutuação, mergulho com cilindro e balneário. A flutuação é feita nas águas tranquilas do Rio Nascente Azul e é recomendada para todas as idades, das crianças aos idosos.

Depois de uma pequena trilha pela mata, o turista faz um treino com um guia capacitado e, em seguida, pode aproveitar o cenário em meio às águas cristalinas e ao rico ecossistema. Já para fazer o mergulho com cilindro, o visitante recebe equipamento adequado para mergulhar a até 5 metros de profundidade em um lago de águas correntes.

O balneário Nascente Azul, por sua vez, oferece diversas atrações, com piscina ecológica, área para vôlei de praia, playground, bar e restaurante. Além dessas atrações, o Aqualokko se destaca como opção para quem quer curtir um pouco mais de adrenalina em um circuito de aventura que tem pontes suspensas, com vários níveis de dificuldade.

A cidade de Bonito oferece muitas opções interessantes para quem quer curtir a natureza e vivenciar o que há de melhor em turismo ecológico no Brasil. Além das alternativas relativas ao turismo de aventura, o município conta com importantes ofertas culturais que se destacam em todo o estado.

O Festival de Inverno em Bonito é o maior exemplo de evento que, já tradicional, oferece aos visitantes uma extensa programação de atividades gratuitas e de excelente qualidade, com shows, espetáculos de dança e teatro voltados para todos os perfis e faixas etárias.

Gostou de saber informações sobre esse importante festival? Então, aproveite para conhecer outros eventos que acontecem na região!